Translate

sexta-feira, 19 de abril de 2019

LEMBRA-TE DE MIM






“Ora, um dos malfeitores que tinham sido crucificados insultava-O: 

Não és Tu o Messias? 
Salva-Te a Ti mesmo e a nós também». 

Mas o outro, tomando a palavra, repreendeu-o: Nem sequer temes a Deus, tu que sofres o mesmo suplício? 

Quanto a nós, fez-se justiça pois recebemos o castigo que as nossas ações mereciam, mas Ele nada praticou de condenável. 

E acrescentou: 
Jesus, lembra-Te de mim quando estiveres no Teu reino». 

Ele respondeu-lhe: «Em verdade te digo: 
Hoje estarás Comigo no Paraíso”.

Lucas 23, 39-43




Ao lado de Jesus na cruz, um dos ladrões lhe disse: “Jesus, lembra-te de mim quando estiveres no Teu reino”. 

Ele respondeu-lhe: 
“Em verdade te digo: Hoje estarás comigo no Paraíso”. 

Esta resposta de Jesus anulou o “quando” do suposto ladrão, trazendo-o para o AGORA sem crenças . 

Que eram os ladrões? A SUPOSTA MENTE CARNAL/HUMANA a crença de estar separada de Deus 

Que era o “mau ladrão”? 
O ego sem querer se render à Verdade; 

Que era o” bom ladrão”? 
O ego desejoso de se render à Verdade! 

Que era Jesus? 
O EU REAL – E ETERNO – ALI PRESENTE: O CRISTO ETERNO: A Consciência do Espírito de Deus Eternamente presente

Esta passagem revela a disponibilidade imediata da Graça e do Reino da Verdade a todo aquele que desejar que “se lembrem de Mim”, ou seja, da presença de Deus em si mesmo, pela disposição de se anular como suposto ser humano ou homem natural.

O “bom ladrão” não pediu “perdão” pelos seus crimes! Não se lembrou de seu suposto “passado”, não se dividiu mentalmente em situação material e espiritual! FOI DIRETO AO ASSUNTO:  “LEMBRA-TE DE MIM!” 

Diante desta sua determinação sincera, ouviu a Voz da Verdade: “HOJE ESTARÁS COMIGO NO PARAÍSO”!

Pelo próprio Evangelho, sabemos que O REINO DE DEUS JÁ ESTÁ DADO A TODOS NÓS, PRESENTE COMO NOSSA PRÓPRIA CONSCIÊNCIA CRÍSTICA! 

Mas não adianta você “se crucificar” conservando o ego!  Este é o papel do “mau ladrão”, aquele que se diz “convertido” sem “renascer”. Unicamente ilude a si mesmo! 

O “bom ladrão” é o que demonstra o sincero desejo de “se ver na Verdade”, com sua VERDADEIRA IDENTIDADE RECONHECIDA”. 

"O bom ladrão" quer a PRESENÇA DE DEUS, NELE, PERCEBIDA: “LEMBRA-TE DE MIM!”

Seja qual for a ILUSÃO contida em seu suposto “passado”, saiba que não existe nenhum Deus enxergando CRENÇAS MATERIAIS para julgá-lo ou para perdoá-lo! 

Esta passagem ilustra este ponto importantíssimo! 

O BOM LADRÃO NÃO FOI EM BUSCA DE PERDÃO! FOI EM BUSCA DE “MIM”, DO “REINO DA VERDADE”! 

E, POR RESPOSTA, TEVE A CRENÇA EM PASSADO E EM TEMPO ANULADA! 

“HOJE ESTARÁS COMIGO NO PARAÍSO! 

Não perca tempo com a ILUSÃO! 
Perca a ILUSÃO de que o “tempo existe”! 

Jesus não disse que o bom ladrão teria que pagar um carma, reencarnar ou ir ao purgatório, disse apenas:  “HOJE ESTARÁS COMIGO NO PARAÍSO!

A qualquer momento que VOCÊ se abrir à lembrança de MIM – ao CRISTO que VOCÊ É, sua presença no Paraíso lhe será um FATO, e não um DESEJO! 

Vinde a MIM, vinde ao Espírito de Deus que é o Seu Espírito e Espírito de Todos - O Único Espírito - A Mente Única.

Vinde a MIM, vós cansados e oprimidos, e EU vos aliviarei pregava Jesus a todos! 

Jamais se sinta culpado de nada! 

Você não é “crença no bem e no mal; ” 

você não é “mente carnal”; 

você não é “homem natural e seus feitos”! 

VOCÊ NECESSITA UNICAMENTE DE “VIR A MIM”! 

Esta é a mensagem do Cristo, a mensagem do Pai a VOCÊ, AQUI E AGORA! HOJE! 














GRATIDÃO AO MEU AMIGO DÁRCIO

quinta-feira, 18 de abril de 2019

“DIGA A PALAVRA E MEU SERVO SERÁ SALVO!”







Conciliar a Verdade com supostos fatos temporais fenomênicos seria pretender“conciliar a luz com a escuridão”, ou “conciliar o Cristo”, – o Ser eterno que somos - "com uma sombra ambulante", chamado carnal nascido”.

Se forem projetadas numa parede as imagens de um saudável lutador e de um débil doente, como diz a Seicho-no-ie, nesta projeção não haverá realidade nem vida! Mas aparentará ocultar a parede. 

O suposto “mundo fenomênico” é simples “projeção sem vida”, e, no caso, quando as mensagens ressaltam a necessidade de “descartarmos as aparências”, buscam levar-nos ao que é real, ou seja, à parede, e não às figuras nela projetadas.

“Eu Sou o Princípio e o Fim” – diz a Bíblia. SIGNIFICA QUE DEUS É O “EU SOU INFINITO ATEMPORAL”, O “EU SOU” ÚNICO E COMUM A TODOS OS SERES!

TUDO É ESPIRITUAL, TUDO É DEUS, TUDO É AGORA!

Na tradução da Bíblia extraída do grego, na passagem em que o centurião solicita ajuda a Jesus, para curar seu servo, Jesus disse que iria à casa dele para atendê-lo, e se surpreendeu com a fé do centurião, que assim lhe disse: “Eu não sou digno de que entre em minha morada! DIGA A PALAVRA! E MEU SERVO FICARÁ CURADO”! 

“DIGA A PALAVRA!” – disse a Jesus; e, naquele instante, o servo “à distância” se mostrou “curado”.

Jesus não via “alguém, senão DEUS”; não fazia “curas”, mas tão somente reconhecia a perfeição da Unidade Perfeita’! 

Na UNIDADE não há “DISTANCIA”! 

O Universo real é uma “ESPIRAL CONTÍNUA ÚNICA”, QUE ABARCA TUDO E TODOS NA PERFEIÇÃO ONIPRESENTE!

O centurião, pelo visto, tinha conhecimento desta Verdade; entretanto, não possuía a CONVICÇÃO de Jesus, razão pela qual recorreu a ele!

ESTE “MECANISMO DE CURA’” TEM SIDO APRESENTADO NAS MENSAGENS ABSOLUTAS, OU SEJA, ASSOCIARMOS A “FÉ GRANDIOSA” AO ENDOSSO DO CRISTO, QUE , EM COMUNHÃO COM O PAI, ERGUE-NOS ACIMA DA LETRA PARA O ESPÍRITO DA VERDADE!

O MUNDO NÃO ENTENDE O QUE É “SER UM” OU “SER TUDO”! 

A “MENTE CEGA”, só percebendo “APARÊNCIAS”, acredita que “estariam todos” existindo SEPARADAMENTE: Jesus, o centurião e o servo doente! 

No caso de nossa analogia, estariam sendo aceitas as projeções do “saudável lutador” e do “débil doente”, meras imagens hipnóticas sem vida e sem realidade, enquanto A PAREDE, ali presente, sequer seria notada ou levada em conta!

QUE EXISTIA ANTES DA “PROJEÇÃO”? A PAREDE! 

QUE PASSOU A EXISTIR, DEPOIS DA “PROJEÇÃO”? A PAREDE!

SE A PAREDE FOSSE DEUS, PODERIA DIZER: “EU SOU O PRINCÍPIO E O FIM”! Unicamente a PAREDE estaria AGORA existindo! 

Mas, no caso do centurião, sabia ele que O MUNDO DOS FENÔMENOS era mera “projeção sem vida”. Sabia que “EU SOU” era a PALAVRA! 

E SABIA QUE O CRISTO, SEJA EM JESUS OU EM NÓS, É QUEM “DIZENDO “A PALAVRA”, 

RECONHECENDO TODOS NA “EU SOU A ESPIRAL DA TOTALIDADE DE DEUS, FAZ SE ESVAIR A ATENÇÃO DADA À PROJEÇÃO FENOMÊNICA EM QUE PARECIAM EXISTIR, SEPARADAMENTE, “JESUS”, O “CENTURIÃO” E O “SERVO DOENTE”!

A GRANDE ILUSÃO DE SEPARATIVIDADE SE DESFAZ, MEDIANTE A PALAVRA DE DEUS SENDO DITA!








GRATIDÃO AO MEU AMIGO DÁRCIO


quarta-feira, 17 de abril de 2019

ALINHE-SE COM A REAL “JUSTIÇA DO ALTO”




Com suas constantes queixas e indignações, deixa a humanidade de seguir a sábia recomendação de Jesus: BUSCAR SINTONIA COM O REINO E A JUSTIÇA DE DEUS.

O “mundo do pai da mentira” oferece seu desfile contínuo de ILUSÕES, e, com elas, fomenta a desilusão da maioria para com a sua “justiça injusta” !

Perguntaram a Jesus: “É justo pagar tributos a César?” 

SABENDO QUE TODOS SOMOS POSSUIDORES DE TUDO O QUE DEUS É E POSSUI, E QUE TUDO, “DESTE MUNDO”, É ILUSÃO, a resposta de Jesus foi dada com outra pergunta: “De quem é a efígie mostrada nas moedas?” 

Ao ouvir dizerem: “De César!”, completou Jesus:
“DAI A CÉSAR O QUE É DE CÉSAR, E A DEUS O QUE É DE DEUS!”.

Cada reclamação de alguém, quanto às “injustiças do mundo”, explica o motivo de “o mundo lhe parecer tão injusto”. POR QUÊ?
-DEVIDO À LEI MENTAL:  “NÃO TE DOU O QUE ME PEDES, E SIM, O QUE SE SINTONIZA COM A TUA FREQUÊNCIA MENTAL”.

Em Romanos, 10: 12, Paulo expõe o seguinte: “Não há diferença porque UM MESMO é o Senhor de todos, rico para com todos que O evocam”.

Para quê nos são dadas estas informações? 
PARA NOS ALINHARMOS COM DEUS E NÃO COM “AS COISAS DE CÉSAR”! 

PARA NOSSA FREQUÊNCIA MENTAL SER A DE “HERDEIROS DE DEUS” E NÃO A DE “INDIGNADOS” COM O “MUNDO DO PAI DA MENTIRA”!

“Se a VOSSA JUSTIÇA não exceder a dos escribas e fariseus, DE MODO ALGUM entrareis no Reino dos Céus”,disse Jesus. Explicava a FREQUÊNCIA MENTAL distante da Justiça divina! 

Enquanto alguém se mostrar alinhado com o IRREAL “mundo de aparências”, verá, nele manifestado, O SEU DESALINHAMENTO COM DEUS E COM A JUSTIÇA DIVINA! SIMPLES ASSIM!

As atitudes e formas de orar, exemplificadas nas Escrituras por Jesus, Paulo e outros, não são apenas para serem lidas e atribuídas a eles; antes, são indicações para todos seguirmos! 

De nada adiantaria, por exemplo, APENAS lermos que, antes de multiplicar os pães e peixes, Jesus ergueu “olhos ao céu e deu graças”! 

A leitura dará frutos se agirmos de modo idêntico, diante de supostas “aparências de carência”.

Da mesma forma, nossa IDENTIFICAÇÃO com a citação de Paulo nos fará alinhados com a JUSTIÇA DIVINA, por nos preenchermos com as ideias da Verdade e não mais ficarmos submissos à “justiça dos escribas e fariseus”! 

O MESMO PAI, EM JESUS, ESTÁ EM TODOS NÓS! E, como afirmou Paulo: É “RICO PARA TODOS QUE O EVOCAM”!










Gratidão ao Meu amigo Dárcio

terça-feira, 16 de abril de 2019

“FAZEI PROVA DE MIM!”




“Fazei prova de de Mim, se eu não vos abrir abrir as janelas do céu e não derramar sobre vós uma bênção tal que vos traga a maior abundância”.

Malaquias 32: 10




DEUS É AMOR, e o Amor divino se faz presente como o Filho de Deus, espiritual e iluminado, que somos. 

Vivemos no infinito e majestoso REINO DE DEUS, porém, infelizmente, esta Verdade se mostra encoberta para a “mente em ilusão”. 

Para DEUS, e para O FILHO DE DEUS, flui pela Graça divina TUDO que for necessário. 

O UNIVERSO REAL ESTÁ PRONTO, PERFEITO E AUTOSSUPRIDO, e não há como “APERFEIÇOAR A PERFEIÇÃO”!

Malaquias, conhecedor destas Verdades, vendo a humanidade carente e necessitada de recursos, expôs ao mundo a Verdade na forma de DESAFIO FEITO POR DEUS:

“Fazei prova de de Mim: se eu não vos abrir as janela do céu e não derramar sobre vós uma bênção tal que vos traga a maior abundância”.

O Suprimento infinito e perfeito de Deus flui ininterruptamente, sobre e através de cada FILHO DE DEUS, desde que ELE SE IDENTIFIQUE com DEUS e não com as falsas CRENÇAS COLETIVAS!

O ensinamento absoluto não toma por foco a “mente iludida”, passível de ser reformada em cada ponto de seus erros e defeitos! ESTA MENTE FALSA É DESCARTADA COMO “ALHEIA” À VERDADE QUE SOMOS, POR SERMOS O CRISTO EM UNIDADE COM DEUS E DOTADOS DA MENTE PERFEITA DO CRISTO!

Conhecida e posta em prática esta Verdade, perceberemos que AGIMOS EM UNIDADE COM DEUS, razão pela qual deverá JORRAR DE NÓS PRÓPRIOS o Amor de Deus e Sua Sabedoria! 

Por isso, Malaquias colocou em pauta a questão dos “dízimos”: “Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento em minha casa; E DEPOIS. FAZEI PROVA DE MIM, diz o Senhor”.

A prática do dízimo é a aplicação pura da lei mental, “DAI, E VOS SERÁ DADO”, também ensinada por Jesus. 

Em seu sentido mais amplo, significa PERCEBERMOS QUE O QUE SUPOMOS “SER NOSSO”, APENAS “ESCOA” ATRAVÉS DE NÓS PROMOVENDO “AJUSTES” NA “SOMBRA” CHAMADA “MUNDO DE APARÊNCIAS”.

O “DÍZIMO”, PORTANTO, REFLETE O NOSSO ALINHAMENTO COM O AMOR DE DEUS, mediante sábia recirculação das bênçãos recebidas sob todas as formas, e não somente em termos de dinheiro. 

E a “CASA DO TESOURO” deverá ser entendida não necessariamente como “igrejas”, sendo, na verdade, cada irmão, que, como nós, é também TEMPLO DE DEUS!

Aquele que medita e reconhece sua UNIDADE COM DEUS diariamente, saberá agir com a “sabedoria do alto” também na “prática do dízimo”. 

Desse modo, estará em permanente comunhão com Deus e com tudo o que possa parecer ser-lhe necessário!











GRATIDÃO AO MEU AMIGO DÁRCIO

segunda-feira, 15 de abril de 2019

“ATÉ QUANDO ESTAREI CONVOSCO E SOFREREI COM VOSSA INCREDULIDADE?”



“Ó geração sem fé e perversa! 
Até quando estarei convosco e sofrerei com vossa incredulidade?” 

Lucas 9: 41




“Ser cristão” é fácil, mas, “SER O CRISTO” requer tudo de alguém, em termos de interesse, dedicação, tempo, desapego e entrega a Deus!. 

Por isso, todo o incentivo de Jesus era para que todos fossem O CRISTO, e não que apenas fossem CRISTÃOS!

Em Lucas, 9:41, encontramos um pai desolado, pois, dizia a Jesus ter pedido a seus discípulos que expulsassem o espírito maligno de seu filho, e eles não haviam conseguido! 

Que disse Jesus? Que fizeram bem em chamá-lo para resolver a questão? NÃO! DEU-LHES A MAIOR BRONCA, dizendo: “Ó geração sem fé e perversa! Até quando estarei convosco e sofrerei com vossa incredulidade?”

Por que “perversa”?
Por terem se alinhado com o “mal aparente”, em vez de fazerem o alinhamento com O BEM REAL PERMANENTE! 

Por que “sem fé”? 
Porque “com fé”, estariam reconhecendo O CRISTO PERFEITO e não “ um menino possuído por espírito maligno”, ou seja, estariam descartando como NADA a “aparência fraudulenta” e reconhecendo, pela fé, O FATO REAL PERFEITO, “NÃO VISTO” PELA ILUSÓRIA “MENTE CARNAL”.

Trazei-me aqui o teu filho”- disse Jesus àquele pai aflito. 

Diz a Bíblia: “Enquanto o menino caminhava em sua direção, o demônio o lançou por terra, em convulsão. Porém Jesus repreendeu o espírito imundo, curou o menino e o entregou de volta a seu pai” (Lc. 9: 42).

Na própria “bronca” dada aos discípulos, Jesus deu uma aula sobre os motivos de terem eles fracassado! 

O CRISTO, EM CADA UM NÃO FORA RECONHECIDO COMO “TUDO NELES”, OU SEJA, TENTAVAM CURAR COMO “CARNAIS”! 

EM VISTA DISSO, NÃO HAVIA NELES “O FILHO DE DEUS”, EM QUEM “O PAI “ PUDESSE ATUAR E “FAZER SUAS OBRAS”!

“Até quando estarei convosco e sofrerei com vossa incredulidade?” disse Jesus. FALAVA DO CRISTO DOS DISCÍPULOS, QUE NÃO FORA RECONHECIDO POR ELES EM SUA ONIPOTÊNCIA, PELA UNIDADE PERFEITA COM O PAI CELESTIAL! TAMBÉM O CRISTO DO MENINO, PELA MESMA INCREDULIDADE, DEIXARA DE SER RECONHECIDO!

EM VISTA DISSO, A ILUSÃO DE “POSSE DEMONÍACA” ALI “FAZIA A FESTA”, ATÉ CHEGAR JESUS E RECONHECER QUE “SOMENTE EXISTE DEUS”, PONDO FIM A ELA!












GRATIDÃO AO MEU AMIGO DÁRCIO

domingo, 14 de abril de 2019

VOLVAM-SE AO CRISTO DE SEU PRÓPRIO SER E PROCLAMEM: “BENDITO O QUE VEM EM NOME DO SENHOR!”





“Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas e apedrejas os que te foram enviados! 

Quantas vezes Eu quis reunir os teus filhos como a galinha reúne os seus pintinhos debaixo das suas asas, mas vós não o aceitastes! 

Eis que a vossa Casa vos ficará desabitada! 

E, com toda a certeza vos asseguro, que não mais me vereis até que venhais a proclamar: 
‘Bendito o que vem em nome do Senhor”!” 

Lucas 13: 34




Podemos considerar que NÃO EXISTE DEUS, E, AO LADO DE DEUS, EXISTAM FILHOS DE DEUS EM EXPRESSÕES SEPARADAS! 

Por isso, no enfoque absoluto da Verdade, é empregada e realçada a palavra “COMO”. 

QUEM É VOCÊ? Sendo DEUS ESPÍRITO, VOCÊ É DEUS SE EXPRESSANDO COMO “SER INDIVIDUAL”, QUE PODE TAMBÉM SER CHAMADO DE “FILHO DE DEUS” – jamais SEPARADO de Deus!

Em UNIDADE com o TODO, somos o que DEUS É, somos a UNIDADE PERFEITA; e quando nos vemos SENDO O CRISTO, somos toda a NATUREZA DE DEUS expressa especificamente COMO “SER INDIVIDUAL”!

A importância da palavra “COMO” reside neste entendimento, que anula a CRENÇA DUALISTA em DEUS E FILHO DE DEUS, como se fossem existências separadas!

Afirme, reconheça e contemple A SI MESMO, não apenas EM DEUS, mas sim, COMO DEUS! 

Lembre-se do que disse Jesus: “AQUELE QUE ME VÊ A MIM, VÊ O PAI”. Significa ESTAR ATIVO COMO A ONIAÇÃO ONIPRESENTE, de modo análogo ao “oceano”, que dá movimentação global a si mesmo, e, com isto, faz movimentar cada uma de suas gotas! O oceano se expressa COMO gotas!

Quando Jesus chorou, por entrar em Jerusalém e vê-la fenomenicamente “imersa” em conflitos ou contendas, sabia que TODOS OS SEUS HABITANTES, aparentemente, estavam VIVENCIANDO A ILUSÃO DE MASSA, e não a REAL E HARMONIOSA VERDADE DA “UNIDADE PERFEITA”.

Por que chorou, ciente de que “o mundo é ilusão”? Por saber que, para os ILUDIDOS, a ILUSÃO era entendida e sofrida como realidade! 

Veio para “livrar o mundo” do cativeiro ilusório, mas constatava que NINGUÉM PARECIA DEMONSTRAR INTERESSE PELOS SEUS ENSINOS!  
A “velha Jerusalém”, assim citada na Bíblia, é o retrato de todo o “mundo fenomênico” da atualidade!

A libertação somente virá ÀQUELES que se voltarem ao próprio Cristo para proclamar:
“BENDITO O QUE VEM EM NOME DO SENHOR!”

Jesus percebia as “aparências” que sugeriam dores e sofrimentos, e, ao mesmo tempo, com a Mente de Cristo, percebia o UNIVERSO PERFEITO E PLENO DE LUZ!

Aceitar, afirmar e contemplar que NÃO SOMOS “NASCIDOS DA CARNE”, E SIM, “NASCIDOS DO ESPÍRITO DE DEUS”, LEVA-NOS A DAR ACOLHIDA E BOAS VINDAS AO CRISTO CÓSMICO QUE SOMOS, AO “RENASCIMENTO”, À PERCEPÇÃO DE QUE “SOMOS DEUS APARECENDO COMO SER INDIVIDUAL”.

TODOS TEMOS “OLHOS QUE VEEM”, PORQUE SOMOS “DEUSES” E NÃO “CARNAIS”! 

Quando estas Verdades passarem a PREDOMINAR em nossas aceitações, a Mente de Cristo, que TODOS temos, receberá a atenção merecida e devida; os supostos “sentidos da mente carnal” serão descartados como nulos, e o REINO DE DEUS se revelará como SEMPRE SENDO VISTO!

E ISTO PORQUE “OS OLHOS QUE VEEM” SEMPRE ESTIVERAM SENDO OS “NOSSOS OLHOS”!










Gratidão ao meu amigo Dárcio

sábado, 13 de abril de 2019

ESTUDANDO A CIENCIA CRISTÃ - 15




SE DEUS PUDESSE CONHECER UMA PRETENSÃO ERRADA, O CONHECIMENTO FALSO SERIA PARTE DE SUA CONSCIÊNCIA. ENTÃO O MAL SERIA TÃO REAL COMO O BEM, A ENFERMIDADE TÃO REAL COMO A SAÚDE, A MORTE TÃO REAL COMO A VIDA; A DOENÇA, O PECADO E A MORTE SERIAM TÃO ETERNOS COMO DEUS.




Mary Baker Eddy (Não e Sim - p. 17)








Neste AGORA, que é único, existe SOMENTE DEUS! 

Esta é a Verdade Absoluta que devemos estar contemplando. E, faz parte desta Verdade o fato de que "já estamos mesmo contemplando este Fato eterno". 

Nada há além de Deus. Crença falsa não é Mente! E, a Mente é Tudo! 

Esta colocação feita por Mary Baker Eddy anula a possibilidade de existir o mal. Se existisse, seria Mente, seria eternidade, seria Deus!



As Verdades são práticas!

Estamos agora contemplando um Universo de Luz e Perfeição infinitas! 

Somos a Consciência única nesta Autocontemplação. 

Sabemos que "não há outro ao lado de Mim". 

Não admitimos, nem como crença falsa, a presença de erros ou males nesta Consciência que somos, e; se eles não estão presentes nesta Consciência, eles simplesmente não são realidades! 

A Consciência da Perfeição Absoluta é consciente somente da Realidade onipresente! Jamais está cônscia do que é "ausência", daquilo que é "nada".

Reconheça dedicadamente que esta "contemplação" está agora sendo feita! Este reconhecimento vale mais do que mil leituras!




Continua..>








GRATIDÃO AO MEU AMIGO DÁRCIO